segunda-feira, 9 de junho de 2014

PE. CORREIA DA CUNHA – APOSTOLADO FECUNDO













«UM OLHAR ABERTO NO MEIO DOS SEUS 

PAROQUIANOS... UMA PRESENÇA 

INESQUECÍVEL!»



A publicação desta gravura, que foi entregue ao Padre Correia da Cunha no dia da sua entrada oficial como pároco da Comunidade Paroquial de São Vicente de Fora, no dia de Todos os Santos; reflecte bem os sentimentos de amizade e admiração que possuíam aqueles seus bondosos paroquianos.

Ao longo de cinco anos a recolher testemunhos sobre o Padre Correia da Cunha, ficou claro para mim, os entusiasmos e as supressas que fazem das amizades o que elas são, ou seja, uma chama imensa que ajuda a manter viva uma pessoa no sentido verdadeiro do termo.

Não há nenhum paroquiano de São Vicente de Fora que não tenha guardado consigo uma qualquer lembrança, por mais simples que seja, ou capaz de narrar uma pequena história passada consigo e o Padre Correia da Cunha. Ele falava com todos e a todos dispensava uma desvelada atenção, pois bem sabia que todos os homens a começar por ele, careciam dessas deferências.

Como é sabido o pobre prior de São Vicente de Fora nunca deixava de estar presente nos arraiais dos Santos Populares que animavam as noites quentes de Junho. Não havia paroquiano que não vivesse entusiasticamente essa quadra festiva. O Padre Correia da Cunha aproveitava esta excelente ocasião para conversar com todas as pessoas e beber uns bons copos de vinho acompanhados pelos típicos petiscos, assim como para dar o seu passo de dança.

Para que conste transcrevo aqui dois comentários deixados neste blogue sobre este amigo:

“O Padre Correia da Cunha… uma pessoa iluminada, querida, especial e essencial na nossa família paroquial de São Vicente de Fora!
Momentos inesquecíveis que ao seu lado passamos…
Ah! Padre Correia da Cunha … que saudades sentimos !
Quantas alegrias juntas passamos…
A paróquia era a nossa casa, ali eramos sempre bem recebidos, o senhor com aquele sorriso cativante… um amigo, um pai…
Agradecemos a oportunidade que recebemos de um dia tê-lo em nossas vidas e abençoados por fazer parte da sua família paroquial maravilhosa, infelizmente não podemos mais abraçá-lo, mas certamente estará sempre em nossos corações. Profundas Saudades… “
Anónimo


“ É com gosto e admiração que constato o extraordinário serviço que presta à Comunidade ao alimentar a luz emanada por esse grande Homem cristão, José Correia da Cunha. Ao longo dos anos não esqueço os seus ensinamentos e testemunhos. Eles são parte integrante da minha vida, como professor, pai…marido, avô e amigo.
Bem haja! Desejo de todo o coração as maiores venturas. Recebe um grande abraço deste teu amigo.
Rui Aço


Tive a honra inapagável de ter sido seu discípulo. Ficaram em mim marcas indeléveis da sua influência na minha formação de homem cristão.

No livro «CORREIA DA CUNHA – UM MESTRE DE VIDA» a apresentar em Abril do próximo ano, irá ter na capa uma magnífica ilustração, deste inolvidável prior, da autoria de Rui Aço, que traduzirá o espírito consubstancial que ainda hoje lhe desperta uma imensa emoção a este grande mestre das artes visuais. O Rui Aço não poderia recusar esta tarefa e dizer com toda a clareza que a amizade que o aproximava ao Padre Correia da Cunha será a fonte de inspiração natural para a propulsão deste exercício na arte do desenho e da pintura.


Não posso também de deixar de salientar que outros amigos do Padre Correia da Cunha irão colaborar com a sua arte na ilustração de capítulos do livro: José Luís Coelho, Manuel José Mendes Coelho, António Tavares…

Que bom para todos nós, que Correia da Cunha permaneça vivo e nas lembranças de todos aqueles que o conheceram.

Que bom seria também que a ilustradora desta gravura e mais amigos pudessem contribuir para esta obra!

Fotografias de 1960 que registam esse momento: TOMADA DE POSSE DE PADRE CORREIA DA CUNHA - 


RECEPÇÃO NA SALA DA PORTARIA DO MOSTEIRO


PADRE CORREIA DA CUNHA E COADJUTOR PADRE JOSÉ FELICIANO ALCOBIA

























.