segunda-feira, 16 de março de 2015

MESTRE DE VIDA - PADRE * MARINHEIRO * POETA









.


«AS ALMAS GRANDES VIVEM MAIS NAS SUAS OBRAS 

QUE NO PAPEL E A PEDRA ONDE SE LHE ESCULPE O 

NOME É NO CORAÇÃO.»

D. António da Costa






Cabe aos amigos do Padre Correia da Cunha manter viva as memórias deste grande Mestre de Vida.

Foi um grande padre, marinheiro e poeta.

Coube-me a mim cumprir a sua disposição, de manter através deste blogue, vivos os seus testemunhos de vida, os seus pensamentos e escritos…

Mas estes testemunhos de vida só podiam ser transcritos por amigos, que com a mesma singeleza do Padre Correia da Cunha, exaltassem os extremos da pura amizade pelo próximo.

Há seis anos que me dedico a esta missão, nunca senti qualquer sacrifício, nem incómodo da parte dos muitos amigos que comigo colaboraram na organização desta justa e merecida homenagem.


Foi objectivo do blogue trazer à luz do dia escritos, fotos e testemunhos de muitos amigos e admiradores, que generosamente quiseram colaborar. Surgiram as histórias, documentos que intimamente se ligam a esta inconfundível figura da Igreja, da Armada e do Mundo. Foi a forma encontrada para prestar uma homenagem à saudosa memória do Padre Correia da Cunha. Foi uma das figuras mais encantadoras e brilhantes do clero de Lisboa.


Tive a felicidade de conviver com ele, distinguindo-me com a mais carinhosa familiaridade.

Neste momento, a minha mais sincera gratidão a todos, pela maneira afectuosa como acolheram os meus pedidos. Foi magnífico o acolhimento de todos, decerto devido à inolvidável memória que eu, enquanto autor deste blogue, evocava.

O Padre Correia da Cunha era um homem de carácter e da mais fina tempera, com uma personalidade requintada, sóbria e  simples. Possuía uma vasta cultura que procurou na Armada Portuguesa e na Paróquia de São Vicente de Fora transbordar, exercendo a sua influência na juventude e na boa gente com quem se cruzou.


Desejei apenas com estas linhas explicar as razões deste blogue de homenagem e a sua interrupção temporal.


No próximo dia 2 de Abril, na Messe dos Oficiais, no Campo de Santa Clara, irei apresentar o livro da minha autoria: CORREIA DA CUNHA – MESTRE DE VIDA, 

Contudo, continuará este blogue a ser um rosário de suaves e agradáveis recordações. Recordações … que estão para sempre gravadas nas nossas memórias.



E agora?






Recordo que foi no dia 2 de Abril do ano de 1977 que o seu corpo foi lançado à terra!

Trinta e oito anos depois da sua morte continua a ser estimado e admirado por todos que com ele privaram, era uma figura de inexcedível nobreza de sentimentos. Viverá sempre no coração de todos os amigos.







Ilustres oradores, a quem são constantes os elogios, estão convidados para participarem na aventura do lançamento do livro – Correia da Cunha – Mestre de Vida.   Uma palavra de profundo agradecimento pela afectuosa disponibilidade e atenção manifestada pelos dedicadíssimos amigos do homenageado: 

Con. Doutor Manuel Alves Lourenço - que pela sua enorme competência tem desempenhado lugares de grande responsabilidade no Patriarcado de Lisboa, desde os tempos do Cardeal Cerejeira, passando depois pelos tempos dos Cardeais António Ribeiro e José Policarpo. No tribunal eclesiástico há mais de cinquenta anos… Chanceler há mais de quarenta anos! “ Ajuda-nos a penetrar na sua profundidade a contemplarmos exemplos vivos de sacerdotes.” Autor do prefácio.


Rui Aço que com as cores mais vivas, com tintas apropriadas, da sua miraculosa paleta e pincéis pintou num primoroso quadro o PRIOR que imortalizará todo o grandioso espírito de Padre Correia da Cunha. 


Eng.º Marques da Silva que conheço há muitos anos do «mundo da electrotecnia». O heróico Comandante da N.R.P SIRIUS. É um símbolo! Pela crença, bondade, carácter, inteligência e trabalho… É por tudo isto muito apreciado pelos seus camaradas e amigos. Naquele afectuoso abraço no dia do lançamento do seu último livro: A ÚLTIMA HISTÓRIA DE GOA, tudo se reuniu para ser eleito, pelos mais galardoados militares ali presentes, para esta missão. É um sincero admirador e leal amigo do saudoso Capelão Correia da Cunha. Buscou durante longos anos o encanto do convívio com o Capelão e recorda-o: “ a todos recebia de braços abertos e a todos auxiliava…” 


Eng.º. Carlos Pereira que pela sua clarividência e espírito enriquecido pelas mais excelentes qualidades e virtudes nutre uma admiração profunda ao Padre Correia da Cunha. A sua psicologia muito especial e o seu fluente discurso tornam-no numa figura cheia de interesse. Há na história da família dos Pereiras um passado que tanto se comprazia em evocar dos longos jantares-convívios com este clérigo que foi verdadeiramente um Mestre de Vida para si!


Dr.ª. Zélia Nunesque oriunda de uma família arreigadamente Católica Apostólica Romana, desde criança frequentou a sua Paróquia de São Vicente de Fora. Foi catequista e mais tarde líder do Grupo de Jovens OBJECTIVO. Ali falava-se um pouco de tudo. Ainda hoje sente o coração tão cheio de saudades do convívio com o seu interessante e bondoso prior. Pelos seus naturais talentos, pujança, espontaneidade e vigor nos seus testemunhos ele será alguém invisível, mas não ausente.



Estão todos os leitores deste blogue convidados para este evento.

 Conto com todos!








Nota: Necessário confirmação de reserva  até dia 25 de Março para 
o email: joaopaulo.costadias@gmail.com ou telefone: 218 462 238














.