quinta-feira, 19 de abril de 2012

ALA DOS AMIGOS DE PE. CORREIA DA CUNHA

.







Os amigos que partiram…








IN MEMORIAM

TENENTE GENERAL MANUEL FREIRE THEMUDO BARATA  

1919-2003





MANUEL FREIRE THEMUDO BARATA (1919-2003), natural da freguesia de Estarreja, nasceu no dia 24 de Agosto de 1919.


Quando passam nove anos sobre a sua partida para o PAI, há no mínimo que lembrar e honrar aquele que ao longo dos anos, pelas suas iniciativas e pelas obras, muito fez em prol da sua Comunidade Nacional e Paroquial.



Homenagem justa a alguém que soube, antes de tudo, viver com dignidade a sua vida, sempre com paixão, como é próprio das grandes almas, que não se contentam com o pouco, nem se deixam limitar pela mediocridade.



Cumpriu comissões no ex-ultramar, nomeadamente como comandante do batalhão de artilharia antiaérea nº 1886, mobilizado para Angola (1966-1968).


Durante a sua longa carreira militar, exerceu variadas funções, das quais se destacam, as de Comandante do RAAF (1968-1971), de Comandante Militar – Governador de Cabinda e de Director do Instituto Altos Estudos Militares.


A profunda consciência cristã de Themudo Barata levavam-no a participar diariamente na Eucaristia celebrada pelo Padre Correia da Cunha. A sua dedicação à Paroquia de São Vicente de Fora era limitada enquanto desempenhou altas funções militares.



Só com a passagem à situação de reserva pode extremar com o seu espírito forte e grande alma o seu envolvimento permanente nas actividades da vida paroquial.


É meu entendimento que a escolha providencial do carismático General a um total empenhamento na vida paroquial se deve a um “chamamento” interior da sua amada irmã Anita, que faleceu no ano de 1982. Anita era um exemplo de grandes virtudes. Continua imortalizada na Comunidade Paroquial de São Vicente de Fora, pelo ardor da sua fé e pela sua total dedicação ao serviço dos irmãos. O seu entusiasmo e esforços muito contribuíram para o engrandecimento da vida de muitas gerações de adolescentes e jovens.


O General Themudo Barata, logo no ano de 1982, presidiu à Comissão Executiva para as Comemorações do IV Centenário da Reconstrução da Igreja e Mosteiro de São Vicente de Fora, que tiveram um variado conjunto de cerimónias comemorativas durante esse ano.



Para além desse seu empenhamento na formação cristã, humana e cívica dos jovens da comunidade e membro da direcção do Centro Social e Paroquial de São Vicente de Fora, continuou a desempenhar relevantes funções na esfera militar: Presidente da Comissão para o estudo das campanhas de África, de Director do Serviço Histórico Militar, Director da Revista de Artilharia, Provedor da Real Irmandade de Nossa Senhora da Saúde e S. Sebastião. Era membro da Sociedade Científica da Universidade Católica Portuguesa, Académico de Mérito da Academia Portuguesa da História, Presidente da Direcção da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, Presidente da Comissão Portuguesa de História Militar, Vice Presidente da Comissão Internacional de História Militar,  Sócio correspondente do Instituto de Geografia e História do Brasil e da Academia História Militar do Paraguai.



Leccionou como Professor convidado na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e na Universidade Lusíada. Para além da sua presença intensa em diversos Congressos Nacionais e Internacionais, sobre a História Militar, deixou uma vasta obra publicada no âmbito deste tema.



Recordo hoje, um quadro de memória histórico, que me leva ao ano de 1972.

Na véspera de partir para Cabinda, onde iria exercer as funções de Governador, o então Brigadeiro Manuel Themudo Barata esteve no cartório paroquial para um encontro de despedida de bons amigos. Com estima e afeição implorou a bênção do seu pároco: Padre José Correia da Cunha.


O Padre Correia da Cunha conferiu-lhe a bênção e desejou-lhe toda a felicidade em sua gloriosa missão, assim como o compromisso, da família paroquial o ter sempre presente nas suas orações. Era sua convicção que esta nobre missão seria protegida pela Bênção do Céu. Confirma-se hoje pela gratidão do Povo de Cabinda os relevantes serviços sociais desenvolvidos e prestados àquela região. 



Com honra e glória, no dia da Liberdade, 25 de Abril de 2003, partiu para descansar em Deus. Hoje que já não está connosco, terá a companhia eterna daquele que serviu com total entrega e generosidade, pedindo a bênção para todos os seus amigos que tão gratificantes momentos de partilha cristã viveram em sua afável companhia.

A Comunidade Paroquial de São Vicente de Fora, concedeu ao Gen. Manuel Themudo Barata honras de camara ardente no transepto do majestoso templo. O grupo de jovens da Comunidade Paroquial prestou-lhe uma sentida homenagem, àquele que foi um grande formador da educação cristã e humana. O General Themudo Barata ainda hoje é recordado por todos pelos seus inesquecíveis testemunhos de fé.

Manuel Freire Themudo Barata dorme hoje um sono sagrado, uma vez que os justos e indulgentes homens nunca morrem.

Um dominicano, Fr. Luís de Granada expressava assim a morte dos justos:


"O justo morre cantando como o cisne, dando glória a Deus pelo seu chamamento. Não teme a morte porque temeu a Deus; não teme a morte porque temeu a vida; não teme a morte porque gastou a sua vida em aprender a morrer e a preparar-se para morrer; não teme a morte porque para o justo a morte não é morte, mas sono, mudança, ultimo dia de trabalhos, caminho para a vida e escada para a imortalidade".


São Vicente de Fora e em particular os seus jovens guardam a sua memória com muitas e profundas saudades.


RECEBEI, SENHOR, NA GLÓRIA DO VOSSO REINO O NOSSO IRMÃO.






HOMENAGEM


TENENTE GENERAL MANUEL FREIRE THEMUDO BARATA


25 ABRIL 2003 – 25 ABRIL 2012



9 ANOS DE SAUDADE





No dia da Liberdade do ano de 2003, o General Themudo Barata soltou os laços do desterro da enfermidade para voar ao encontro do Pai, que aguardava esta formosa alma.



Ficou a saudade nos seus jovens e admiradores que bem souberam exprimir os afectos e admiração. Esta enorme e singular figura soube-lhes inspirar os seus nobres exemplos de abnegação e de fidelidade a Jesus Cristo.



Hoje, um grupo de jovens amigos prestou-lhe uma singela homenagem. Uma Solene Celebração Eucarística presidida pelo Revdº Padre Ricardo Ferreira, Reitor da Igreja do Mosteiro de São Vicente de Fora. Esta celebração foi um preceito honroso para se celebrar e manifestar a gratidão que contínua a merecer este inesquecível amigo da Juventude da Paróquia de São Vicente de Fora.










A data foi igualmente marcada com a realização de um Almoço Convívio nas instalações do Centro Social e Paroquial, que o digníssimo General também dirigiu, com elevado espírito de serviço pela felicidade dos irmãos da sua dilecta paróquia.


Familiares, amigos, e admiradores do Senhor General Themudo Barata, não aderiram apenas a esta Sentida Homenagem para esfolhar a saudade da sua memória, como também para não deixarem apagar a imensa luz que contínua a iluminar os horizontes do provir destes imensos jovens.

O Padre António Brás Carreto, ex-pároco de São Vicente de Fora, aproveitou para transmitir aos presentes um fervoroso testemunho de fidelidade à doutrina do Senhor General: «UMA MÃO EM DEUS E UMA MÃO NO PRÓXIMO», sensata frase que descobre todo o sentido para uma verdadeira vivência do Cristianismo no Mundo actual.

Nove anos após a sua partida, ainda hoje, desperta a alegria de grandes salvas de palmas, que foram geradas na manifestação espontânea de mais de uma centena de participantes deste evento, e que permanecerão no coração de cada um de nós.

A terminar uma palavra de agradecimento ao pároco, Padre Nuno Alexandre Machado Tavares, anfitrião deste encontro fraterno, onde tivemos a oportunidade de recordar as imensas virtudes do Senhor Tenente General Manuel Freire Themudo Barata, modesto na aparência mas repleto de generosidade natural. Os seus grandes desejos eram a completa perfeição na vida cristã e na vida pública.






Requiem aeternam donaei Domine,
et lux perpetua luceat ei. Requiescat in pace. Amen.




.
25 de Abril de 2003 – 25 de Abril de 2013


No âmbito do 10º aniversário do falecimento do Sr. General Manuel Themudo Barata, no próximo dia 25 de Abril, pelas 11,00 horas, será celebrada Eucaristia por sua alma, na Igreja de São Vicente de Fora.

O Reverendo Padre Dr. Ricardo Ferreira, reitor da Igreja do Mosteiro de São Vicente presidirá a esta piedosa celebração.













.

.

.

.
.


12 comentários:

  1. Que os Santos Anjos e Arcanjos te tenham junto do Pai, na Jerusalém Celeste, a fim de nos possamos reencontrar um dia, na presença do Nosso Mestre e junto dele e em conjunto lhe orar-mos, como tantas vezes fizeste por nós.
    Salvé, Grande Amigo e Irmão em Cristo, roga ao Senhor por nós!

    Tó Parro

    ResponderEliminar
  2. Anónimo21.4.12

    Confirmo o testemunho IN MEMORIAM, sobre a vida e obra do nosso saudoso e sempre lembrado amigo SENHOR GENERAL THEMUDO BARATA. Consagrou à Comunidade de São Vicente de Fora e particularmente à juventude muitos anos da sua vida. Foi um cristão empenhadíssimo dentro e fora da Comunidade Paroquial e foi uma bênção de Deus termos podido contar com a sua colaboração e os seus conselhos.
    Padre Carreto

    ResponderEliminar
  3. Mónica Parro27.4.12

    Grande Homem e grande Amigo que nos marcou para sempre e que nos deixa tanta saudade...
    Acredito que um dia nos irás esperar de braços abertos.
    Até lá, intercede junto do Pai por nós!

    ResponderEliminar
  4. Alexandre Ferreira27.4.12

    Conforme salientei no final da cerimónia, o Sr. General sempre fomentou em todos os jovens que com ele conviveram, o encontro, a participação, a vivência em Cristo, a amizade, os valores da vida e tudo aquilo que ajudou a fazer de nós o que somos hoje, homens e mulheres com familia e valores. E não é que após 9 anos da sua partida para o Pai, ainda faz com que nos encontremos...
    Tenho a certeza de que também esteve presente entre nós e que continua a zelar pelos "seus jovens".
    Que Deus o tenha na sua companhia com uma mão Nele e a outra em nós.
    Alexandre Ferreira

    nota: Desculpa lá João Paulo, mas na cerimónia estiveram presentes mais de 100 pessoas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O comentário parece suficientemente claro para dispensar considerações e corrigir a redacção.
      O templo tão bem composto de participantes, que sem dúvidas ultrapassariam as duas centenas. O interior era muito agradável e atraente sobretudo pelos muitos admiráveis "apóstolos" que continuam a expressar o reconhecimento pelo trabalho desprendido por este amigo inolvidável.

      Como sempre a informação que eu postei aqui é de uma fonte digna e bastante credível, da magnífica organização. Participantes no Almoço Convívio.

      Eliminar
  5. Anónimo12.4.13

    Aos mentores do blog,a todos os seus leitores e comentadores, as minhas desculpas, pela minha ousadia em entrar, neste espaço. Hoje quando procurava algo, que nada tinha a ver com o tema, para surpresa minha "reencontro" um Homem-conhecio como brigadeiro,há quarenta anos, faleceu à dez era Tenente-General- para mim continua a ser apenas e só o Homem que estava no topo da pirâmide eu na base, sob seu comando. Sim foi em Cabinda há cerca de quarenta anos, encontramo-nos apenas por duas vezes, falamos talvez 2 minutos de cada vez, não mais, mas este Militar era muito diferente, da maioria dos oficiais superiores que conheci e que embora de patente inferior, tratavam os soldados como coisa sua. Foi tratado de maneira injusta, na parte final da sua missão em Cabinda, pela sua verticalidade e humanismo, mas sobretudo pelas suas convicções. Vai fazer este mês dez anos que partiu. Para mim continua presente.

    ResponderEliminar
  6. 25 de Abril de 2003 – 25 de Abril de 2013
    No âmbito do 10º aniversário do falecimento do Sr. General Manuel Themudo Barata, no próximo dia 25 de Abril, pelas 11,00 horas, será celebrada Eucaristia por sua alma, na Igreja de São Vicente de Fora.
    O Reverendo Padre Dr. Ricardo Ferreira, reitor da Igreja do Mosteiro de São Vicente presidirá a esta piedosa celebração.

    ResponderEliminar
  7. «Temam menos a morte e mais a vida insuficiente.»
    A vida do Sr. General foi vasta e justa.


    ResponderEliminar
  8. Anónimo6.6.14

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  9. Por lapso do administrador do Blogue foi removido o comentário de 6.6.14. Rogamos ao autor do referido comentário o especial favor de comentar o seu sentimento sobre este nobre militar. Muito obrigada

    ResponderEliminar
  10. Anónimo20.2.15

    o senhor general themudo barata foi meu comandante do batalhao 1886 cabinda aonde tenho dele memorias ;que o nosso deus lhes tenha concedido um bom lugar

    ResponderEliminar